Scroll Top

Artigos Gerais Qualificação Profissional

Fui demitido (a) e agora?

Fui demitido (a) e agora?

Um profissional, e este pode ser seu caso, alguma vez na vida, pode ter sido demitido da empresa onde trabalhava e a razão aqui não importa. Mas sim, a rápida superação diante dessa situação.

Você, por exemplo, precisa se preparar para uma próxima entrevista de emprego e saber responder quando perguntarem por qual razão você deixou de trabalhar na última empresa (a que lhe mandou embora).
Ninguém espera que você diga nesses processos eletivos a verdadeira razão de ter sido demitido, caso isso não esteja estampado em sua carteira profissional (justa causa). Mas querem saber o que você vem aprendendo desde então.

Inclusive, você pode até explicar que deixou de fazer alguma atividade ou tarefa que não lhe cabia por direito e que por isso foi demitido (a). Normalmente, para retornar ao mercado de trabalho, demoram seis meses; mas convém também dividir seu tempo com outras coisas fora a busca frenética por trabalho. Como, por exemplo, se inserir em algum projeto que seja interessante para você.

Porque, embora você tenha algum dia que falar sobre o último emprego, vai fazer isso de forma positiva e tranquila, uma vez que também abordará como vem se ocupando seu tempo e aprendendo coisas novas, causando uma boa impressão.

É preciso foco até na hora de falar sobre você e sobre assuntos que não são muito agradáveis. Isso permite que o seu ouvinte lhe respeite e lhe dê atenção. Pois não vai se prender ao fato de você ter sido mandado embora do último emprego. É preciso criar um começo, um meio e um fim na entrevista com o futuro empregador, demonstrando confiança em suas competências.

A seguir, seguem atalhos para ajudar você a reconquistar uma boa recolocação no mercado de trabalho:

– Invente um projeto ou tarefa para você (e faça, se possível): ao expor o que tem feito, prove em palavras que reflitam ações concretizadas durante tal atividade que você é ambicioso(a) e determinado(a). Vale até trabalho voluntário);

– Fale sobre tarefas realizadas que não tenham ligação direta com sua área profissional, mas que podem ser bem vistas aos olhos do empregador;

– Crie um blog e compartilhe suas ideias e seus conhecimentos. No entanto, escreva bem (caso necessário, contrate um revisor);

– Se você tem condições para tal, não fique aguardando ser requisitado pelo mercado inicie sua própria empresa (mesmo que digital);

– Vá a seminários ou palestras para conhecer pessoas (networking).

E seu emocional? Como driblar as energias negativas e o desânimo?

Isto é importante saber, porque quando somos demitidos ou passamos por alguma situação desagradável, podemos ficar sem forças para dar continuidade aos nossos objetivos. E de nada vão valer essas dicas acima se você primeiro não encarar os fatos de forma positiva e natural.

É sempre muito bom ler livros que dão uma forcinha para se reerguer na hora que “o tempo fecha”, digamos assim, principalmente biografias de gente que fracassou, mas que no final, obteve sucesso. Fazer anotações ou uma pequena listinha sobre suas intenções daqui a algumas semanas também é um ótimo método para lhe ocupar.

“Durma bem; assista a filmes que animem você; não fique muito tempo em casa; coma oque você mais gosta; converse com pessoas queridas; embeleze-se e etc.”

Mas tenha em mente uma meta e busque cumpri-la, esforce-se guerreiro (a)!

Sobre o autor | Website

Curso Excel Passo a Passo Grátis!

Curso Excel Passo a Passo Grátis!

Coloque seu e-mail abaixo e receba uma série de 06 aulas de Excel Passo a Passo Gratuitamente!  a metodologia que já formou milhares de alunos em todo o Brasil!

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.